Renata

Renata Sanfilipo

Professora Responsável

Origem do teclado

O teclado é um instrumento musical com teclas que, uma vês acionadas, produzem sons de diferentes timbres. Através do teclado é possível até dispensar o acompanhamento de muitos instrumentos.

E chamado assim por possuir teclas ordenadas em ordem cromática, contendo sustenidos e bemóis.

Através do teclado é possível obter diversos timbres instrumentais, mudando apenas uma função no display do instrumento.

Também é possível obter acompanhamentos harmônicos e rítmicos através de funções específicas, bem como gravar algumas sequencias harmônicas e rítmicas e apenas acionar o play enquanto se executa outras funções no teclado do instrumento.

Esse instrumento o qual conhecemos hoje é resultado de uma evolução tecnológica que começou com o cravo, o piano e o órgão que datam do século XIV. (imagem abaixo)

 

cravo

Os primeiros teclados que surgiram eram muito grandes e quase impossíveis de serem transportados.

Foi no século XX que o teclado sofreu uma grande revolução, juntando dentro de um só instrumento várias funções e timbres, com recursos muito eficientes tais como visor LCD, diversidade de  sons, leveza e facilidade de transporte.

Robert Moog foi o responsável por criar o teclado nos anos 60.

Já no século XX, na década de 70 foram lançados os primeiros sintetizadores monofônicos analógicos de pequeno porte.

O som desses instrumentos é produzido através de circuitos eletrônicos, os osciladores, que utilizam transistores.

Pode se dizer que o maior recurso que foi desenvolvido nos teclados foi a possibilidade de serem ligados aos computadores.

Esse recurso brilhante abriu um leque de possibilidades para se reproduzir muitos timbres.

Em 1874 um engenheiro eletricista desenvolveu os chamados sintetizadores.

A invenção dos teclados sintetizadores foi uma verdadeira revolução na história dos teclados, pois permitiu gerar sons a partir de circuitos eletrônicos, e que em geral, trabalham com a sobreposição de diversas ondas para produzir um som resultante que dá a característica do timbre.

Podemos, por exemplo, armazenar um som em um computador e usar um violão com captação MIDI para controlar a amostra.

Neste caso, o som de um violão, por exemplo, sendo acústico tem algumas de suas propriedades convertidas em informações digitais que são levadas a um sampler através do protocolo MIDI.

O MIDI executará os sons que estão gravados em sua memória seguindo os parâmetros trazidos do violão.

Neste caso, o processo envolve componentes acústicos, elétricos e digitais.

Tipos de Teclado

Existem basicamente 4 tipos de teclados:

Controladores, Pianos digitais, Sintetizadores, Workstations e Teclados com acompanhamento automático.

  • Os teclados controladores possuem várias teclas, geralmente entre 76 e 88, e não possuem timbres, que tem a finalidade de controlar outros instrumentos digitais através de MIDI (comunicação entre instrumentos digitais), controla uma bateria eletrônica, computadores, módulos de som, etc..

teclado_e_pad_controlador_m_audio_axiom_air_61_4880_1_20140320112921

  • Os pianos digitais são dotados de variados timbres tais como de piano, gran piano, piano elétrico, cravo,etc.

Piano digital

  • Os chamados Workstations, geralmente possuem uma síntese de sons e sequenciadores para composição e arranjos de peças musicais mais completas com capacidade de sintetização de variados timbres.

workstation

  • Os Teclados com acompanhamento automático apresentam um leque de possibilidades de estilos tais como dance, samba, balada, rock entre outros. Uma característica deste instrumento é a possibilidade de acompanhamento rítmico.

Acompanhamento

 

 Horários – A partir do 2ºAno – Anos Iniciais Fundamental I
Segundas-Feiras

11h às 11h:30min

14h:30min às 15h

15h às 15h:30min

 

Terças-Feiras

 

14h:30 às 15h

Quintas-Feiras 11h às 11h:30min

11h:30min às 12h

13h:30 às 13h:50min